Alive

Son, she said, have I got a little story for you
What you thought was your daddy was nothin’ but a…
While you were sittin’ home alone at age thirteen
Your real daddy was dyin’, sorry you didn’t see him,
but I’m glad we talked…

Oh, she walks slowly, across a young man’s room
She said I’m ready…for you
I can’t remember anything to this very day
‘Cept the look, the look…
Oh, you know where, now I can’t see, I just stare…

Is something wrong, she said
Well of course there is
You’re still alive, she said
Oh, and do I deserve to be
Is that the question
And if so…if so…who answers…who answers…
I, oh, I’m still alive
Hey I, oh, I’m still alive
Hey I, but, I’m still alive
Yeah I, ooh, I’m still alive
Yeah yeah yeah yeah yeah yeah

Rock The Casbah

Agora o rei me disse que os homens maus

Você tem que deixar em farrapos

O óleo escoa pelo deserto

Mexendo-se até o topo

O sheik dirigiu seu cadillac

Ele foi cruzando a vila

O muezzin estava esperando

No aquecedor de grelha

O shareef não gosta de

Agitar a Casbah

Agite a Casbah

Por ordem do profeta

Nós proibimos que o som pesado

Degenerasse a sinceridade

Com aquele som louco da Casbah

Mas os beduínos o compraram

A bateria elétrica de camelo

O apanhador de guitarra local

Dedilhou a guitarra dele

Tão breve quanto o shareef

Limpou a área

Eles começaram a lamentação

Agora através do templo

Oh! Eles realmente os carregam

A multidão diz que ele é legal

Com esta canção

Mas como o vento mudou a direção

O templo uniu os cinco

A multidão pegou uma brisa

Daquela Casbah maluca

O rei chamou seus aviões-caça

Ele disse que é melhor você ganhar o seu salário

Jogue suas bombas entre os minarets

Abaixo o caminho da Casbah

Tão breve quanto o shareef foi

Motoristas saíram de lá

O piloto do jato sintonizou

Para o radio blare do cockpit

Tão breve quanto o shareef foi

Sem seus cabelos

O piloto do jato se lamentou

O Terror Que Não Está No Halloween

Tire suas mãos de mim
Eu não pertenço a você
Não é me dominando assim
Que você vai me entender
Eu posso estar sozinho
Mas eu sei muito bem aonde estou
Você pode até duvidar
Acho que isso não é amor

Será só imaginação?
Será que nada vai acontecer?
Será que é tudo isso em vão?
Será que vamos conseguir vencer?
Ô ô ô ô ô ô ô ô ô …

Nos perderemos entre monstros
Da nossa própria criação?
Serão noites inteiras
Talvez por medo da escuridão
Ficaremos acordados
Imaginando alguma solução
Pra que esse nosso egoísmo
Não destrua nosso coração

Brigar pra quê
Se é sem querer
Quem é que vai nos proteger?
Será que vamos ter
Que responder
Pelos erros a mais
Eu e você?

 

 

O Terror do Pop

Mesmo não fazendo parte do cenário Rock N´Roll que estamos acostumados aqui, achei importante mostrar e relembrar de uma das músicas que mais obteve sucesso falando sobre terror e no mês do Halloween, nada mais cabível que essa música.

”It’s close to midnight

something evil’s lurkin’ in the dark

Under the moonlight

You see a sight that almost stops your heart

You try to scream

But terror takes the sound before you make it

You start to freeze

As horror looks you right between the eyes

You’re paralyzed”

”Porque isso é terror

Noite de terror

Não há segunda chance

Contra essa coisa de quarenta olhos, garota

(Terror)

(Noite de terror)

Você está lutando por sua vida

Numa noite assassina

de terror”

Epica

Siga seu senso comum

Você não pode se esconder

Atrás de um conto de fadas para todo o sempre

Apenas revelando toda a verdade nós podemos descobrir

A alma desse reduto doentio para sempre

Para todo o sempre

Mentes doutrinadas com muita frequência

Contém pensamentos doentios

E cometem a maioria dos males que pregam contra

Não tente me convencer com mensagens de Deus

Vocês nos acusam de pecados cometidos por vocês mesmos

É fácil condenar sem olhar no espelho

Atrás das cenas abre a realidade

Silêncio eterno grita por justiça

O perdão não está à venda

E nem a vontade para esquecer

A virgindade foi roubada numa idade muito nova

E o extintor perdeu sua imunidade

Abuso mórbido de poder no Jardim do Éden

Onde a maçã possui um rosto jovem

Silêncio eterno grita por justiça

O perdão não está à venda

E nem a vontade para esquecer

Você não pode continuar se escondendo

Atrás de contos de fadas ultrapassados

E continuar lavando suas mãos na inocência