Vitrolas e vinis | Retrô

Oi pessoas, tudo bem?

Um dos meus sonhos de consumo era – nada mais, nada menos – que uma vitrola. Eu não sei o motivo, mas sempre tive uma conexão extremamente forte com discos, mesmo só ouvindo o som original de um vinil tocado na vitrola pessoalmente já na adolescência.

Depois de um pequeno acidente no último ano, como recompensa por todo o sofrimento de ter um osso quebrado, estilhaçado e deslocado, ganhei uma vitrola. A minha é um tipo mais moderno, que está a venda nas lojas da Imaginarium por um preço acessível, levando em consideração o valor de uma dessas nas lojas de artigos musicais ou sebos na capital paulista.

Portátil e bem prática de usar, a vitrola é uma maneira de se conectar ao real sentido de ouvir música: despertar os sentimentos.

Não é um hobbie extremamente barato (na verdade, nenhum é), com os devidos cuidados, seus gastos serão apenas com discos que podem ir de R$5 a R$300, dependendo da raridade, da quantidade que foi produzida, das bandas que procura e se o disco teve produção nacional ou só existe a versão importada. Agora, caso ocorra algum imprevisto e a agulha quebre, o custo de uma nova por variar entre R$60 e R$150.

Mas é como dizem, comprar discos ou compactos – discos menores que possuem de 2 a 4 músicas – é na realidade um investimento, pois você pode adquirir um deste por R$15 e buscar um colecionador voraz que busca esse mesmo título e está disposto a pagar mais e mais. É um nicho divertido, que te permite conhecer pessoas que amam a mesma coisa que você: a música.

E você, já se interessou pelo assunto? Tem um toca discos ou pretende comprar um?

 

FOTOS PARA POSTS (5)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s