Arquivo mensal: fevereiro 2018

Nota

Oi, pessoas, tudo bem?

A breve conversa de hoje foi com banda Velho Buffalo Ruffus. O som deles me chamou muito a atenção e eu tenho certeza de que você vai curtir também. Então aumenta o volume e continue lendo!

 

O som de vocês é diferenciado. Quais são suas inspirações?
Nossa, são muitas inspirações, que vai de AC/DC até ZZTop (risos), mas nesse disco está claro a influência do Motorhead e da banda Metallica. A grande diferença da banda é exatamente a diversidade de influências, cada um traz na sua essência, e mesclamos com a personalidade e também com o que a música quer transmitir.
Nenhum texto alternativo automático disponível.
Quais as principais mudanças que você percebeu no mundo da música ao longo do tempo?
A falta de perseverança das bandas. Ok, o mercado mudou, mas ele sempre irá mudar, a facilidade de comunicação e tecnologia ajuda, mas, ao mesmo tempo também atrapalha.
Qual foi a experiência mais legal que você teve como músico?
A reação do público nos shows, o espanto e a procura de bandas novas e musicas novas, até porque já estamos perdendo vários artistas e banda, ordem natural da vida.
Chegou a hora do público se renovar ou vai ficar dependendo de banda cover, que não minha opinião é triste e muito previsível.
Tem algum recado para os leitores do Agatacett’s Blog?
Claro! Ouçam Velho Buffalo Ruffus e aguardem que chegamos pra tocar o zaralho, estamos invadindo essa praia e esperem e peçam o nosso show na sua cidade!

Inspirações de A a Z | VBR

Anúncios
Nota

Oi pessoas, tudo bem?

Hoje a entrevista é com a banda Circo de Fantoches. Eles contaram um pouco sobre o intuito de suas músicas , seus fãs e os planos para esse ano. Vem conferir!

Qual é a principal mensagem da banda?
A mensagem da banda é o assunto principal para nós, em nossos sons, procuramos explorar temas do cotidiano dos brasileiros, como a nossa desigualdade social, os incansáveis e incontáveis casos de corrupção em nosso país e também problemas sociais que infelizmente ainda existem nos dias de hoje, como o racismo e o preconceito. Nós fazemos um Heavy Metal em português justamente para aproximar o público brasileiro ao nosso som.

 

A imagem pode conter: 3 pessoas
 

Como fazem para ficarem próximos aos fãs?
Procuramos sempre estar junto de nossos fãs em nossos shows, conversando e conhecendo um pouco mais sobre eles. Já no Facebook lançamos promoções em que premiamos nossos fãs que estão conosco na divulgação da banda, isso é muito gratificante para nós!
 

Qual é a sua maior expectativa sobre a banda?
Todo o feedback do disco e do clipe vem sendo muito importante para nós, principalmente para nos mostrar que estamos no caminho certo. A galera que ouviu o som apoiou muito a nossa decisão de fazer as músicas em português, com a agressividade que o metal pede sem deixar a melodia de lado. Temos a expectativa de a médio/longo prazo ser uma banda reconhecida dentro do Metal nacionalmente.

Vocês já tem planos para 2018?
Gravamos um disco, depois veio o Lyric Vídeo e agora o nosso primeiro clipe. Nossos próximos passos são: Montar uma agenda de shows que cubra o máximo possível de cidades e locais para divulgar nosso som e a nossa mensagem. Queremos muito tocar em um grande festival esse ano. De novidades, pretendemos lançar ainda neste ano outro material em vídeo.

 

A imagem pode conter: 2 pessoas, pessoas no palco, pessoas tocando instrumentos musicais e violão
Tem algum recado para os leitores do Agatacett’s Blog?
Fala pessoal do Agatacett’s Blog, muito obrigado por acompanhar essa breve entrevista. Foi um grande prazer fazer parte do dia de vocês, que tiraram alguns minutos para acompanhar e conhecer um pouco sobre a nossa banda. Para quem curtiu o nosso som, gostaríamos muito de ter você em nossa página nos ajudando a divulgar e apoiando o crescimento da banda!
Comprem nosso disco, desta forma vocês nos incentivam e garantem que o próximo material chegue em breve! Muito obrigado a todos vocês e principalmente a Agatacett por ceder esse espaço para nós! Um grande abraço a todos!

 

Vai pegar fogo! | Circo de Fantoches

Nota

Oi pessoas, tudo bem?

No começo da semana, contei um pouquinho sobre o Matheus e o Thiago, da Banda AL9 e hoje vamos continuar o assunto, mas com algumas curiosidades sobre o single “Quando Te Conheci”.

 

  • Os meninos administram a própria imagem e cuidam dos posts e do relacionamento com os fãs através das redes sociais. Não é a toa que hoje eles contam com o apoio de pelo menos 5 fã clubes até mesmo pelo Whatsapp, sendo reconhecidos em viagens dentro e fora do país;

 

  • O Matheus Khouri tem 19 anos e o Thiago Khouri, 17 e moram na cidade de São Paulo. Eles afirmam que conquistaram todos os públicos, mas que a grande parcela de seus ouvintes são do gênero feminino.

 

A imagem pode conter: 2 pessoas, texto

 

  • A música é de composição realmente autoral. A produção, arranjo e gravação ficaram por conta deles.

 

  • A maior influência dos meninos são os Beatles, a ponto de usarem instrumentos. A guitarra do Matheus é uma Rickenbacker 325 de 1994, mesmo modelo utilizado por John Lennon. O baixo do Thiago é um Hofner 5000/1 alemão de 1967, mesmo baixo que Paul McCartney usa até hoje. Até a gaita que Matheus usou para gravar é uma Marine Band, alemã, mesma gaita utilizada por John Lennon;

A imagem pode conter: uma ou mais pessoas, pessoas no palco, pessoas tocando instrumentos musicais, violão e área interna

 

  • Durante a gravação, Matheus e Thiago optaram em gravar da maneira que se gravava antigamente, ou seja, sem usar recursos de estúdio para afinação de vozes ou qualquer “correção” nos instrumentos. As vozes foram gravadas ao vivo e os instrumentos também;

 

 

Curiosidades | AL9

Nota

Oi pessoas, tudo bem?

Com uma proposta diferente, os meninos da banda AL9 estão dominando as redes sociais com seus vídeos e simpatia. Recentemente laçaram a primeira música autoral ”Quando Te Conheci” e é claro que o Agatacett´s Blog contou com uma entrevista exclusiva.

A Banda AL9 é formada pelos irmãos Matheus Khouri, 19 anos, no vocal e guitarra e Thiago Khouri, 17 anos, no vocal e baixo

 

Hoje vocês lançaram a primeira música autoral. Como foi essa realização? 

Lançar nosso primeiro single é uma sensação ótima, ainda mais que a composição é nossa (Matheus Khouri e Thiago Khouri). Nós produzimos, nós arranjamos, nós gravamos… Ou seja, é algo realmente nosso, que temos muito orgulho de lançar.

 

A Banda AL9 teve um sucesso e repercussão rápida nas redes sociais. Como é a A imagem pode conter: 2 pessoas, pessoas sorrindo, pessoas em pé, céu e atividades ao ar livrehistória de vocês com a música?

Sempre escutamos muita música, nossos pais sempre curtiram esse estilo de música. E nosso pai sempre tocou guitarra como um hobby, ele acabou ensinando a gente e decidimos formar uma banda. Tentamos tocar com outros integrantes, mas nunca dava certo, então decidimos ficar apenas nós dois, e as coisas vem dando super certo!

 

Qual é a coisa mais legal que já aconteceu com vocês no mundo da música?

Acreditamos que a coisa mais legal é o momento que você começa a ser reconhecido na rua, no shopping. Vários fãs já nos encontraram, fomos reconhecidos até nos Estados Unidos, por fãs brasileiros e fãs americanos também, inclusive um vendedor de uma loja de instrumentos musicais em Orlando, nos reconheceu e pediu para tocarmos algo na sua loja, tocamos a música Mr. Postman, o vídeo está no nosso Facebook.

 

Qual é o próximo passo da Banda AL9?

Pretendemos lançar mais músicas autorais, e fazer muitos shows ao vivo para o lançamento dessas músicas.

 

Tem algum recado para os leitores do Agatacett’s Blog?

Primeiramente, é um prazer está no Agatacett’s Blog, gostaríamos de agradecer a Ágata pela oportunidade. E se preparem que muitas novidades legais estão chegando aí, shows, músicas novas, fiquem ligados nas nossas redes sociais.

 

A imagem pode conter: 3 pessoas, pessoas em pé e texto

 

 

 

Eles estão dominando | AL9