Arquivo diário: 12 12UTC agosto 12UTC 2017

Nota

Oi pessoas, tudo bem?

Todo mundo sabe que ser músico no Brasil é bem complicado, não é? Mas o David contou para nós um pouco sobre essa vida tão inspiradora. Confira e compartilhe com seus amigos!

Uma coisa que me chamou a atenção foi capa do seu álbum. Pode falar um pouquinho sobre ela?

Bom, em primeiro lugar, para falar sobre a capa, eu preciso falar sobre o nome do álbum, que é ”Talvez? Não sei!”. Um disco sobre a vida, sobre duvidas e algumas raras certezas.

Certezas e dúvidas que transitam em todo disco. Falo de fuga, de encontro e esses são alguns dos motivos para que eu apareça tapando os olhos com as mãos. O ato de tapar significa a fuga e o encontro comigo mesmo.

A capa em vermelho simboliza o amor, e as rosas negras flertam com a melancolia de algumas canções, mas significam também uma nobreza, pois só é oferecida aos que realmente merecem.

A canção que abre o disco chamada ”Viagem” fala nas entrelinhas sobre vida e morte.

 

Você tem alguma inspiração nacional?

Sim, E com enorme prazer sou grande fã da musica brasileira em geral.

Nomes como Humberto Gessinger, Duca Leindecker, Belchior, Caetano Veloso, Cartola e Cazuza são grandes inspirações para mim. Bandas como Legião Urbana, Nenhum de Nós, e vários que contribuíram com o Rock brasileiro. A lista é extensa e vai de Adoniram Barbosa á Zeca Baleiro. 

 

Na sua opinião, o que falta para os jovens de hoje?

Bom, hoje eu acredito que com o poder de informação que temos, é imprescindível que o jovem busque a informação com qualidade. Falo de qualidade na questão mais intelectual do sentido. Praticar a leitura, se orientar, se posicionar.

Os jovens de hoje, acredito eu, tem tudo nas mãos para construir um país mais sério e honesto, mas falta um pouco de lucidez por grande parte e incentivo cultural.

Abranger mais os temas, educar e orientar os jovens de forma eficaz em todos os sentidos.

 

Música é cultura, cultura é acessível? Como você vê essa relação?

Música é cultura, e além disso, música é identidade. Você conhece um país, um estado, uma cidade através de sua música, que é uma forma digna de informação. Não só de entretenimento.

Hoje o nosso país e o mundo atravessa um período complicado, pois a economia influencia muito em tudo, sendo assim, a música se torna um produto, e o produto que vende mais, certamente terá mais fácil acesso. Alguns gêneros são deixados de lado, devido a este problema. Musica que vira produto, que vira dinheiro, que vira consumo, consumo que vira acesso. 

Este é um grande problema atual, pois uma das partes mais importantes da musica é o que ela transmite, onde ela chega, sobre o que ela fala. E devido ao ”boom” da musica pop e o próprio sertanejo que falava sobre o sertão, hoje veem suas raízes bebendo até cair. 

A imagem pode conter: 1 pessoa

 

Pelo que você vê, sua música é bem aceita para o público em geral?

Eu faço Rock, de qualquer forma é Rock. Então, sendo assim para uma grande parte do publico fica difícil uma aceitação, devido ao ”boom” que mencionei na resposta acima, mas de qualquer forma, minha musica possui um formato simples, com estrofe e refrão, cujas letras são cotidianas, quase crônicas. Escrevo minhas canções e além de ser escutada, ele pode ser lida como versos.

Tem algum recado para os leitores do Agatacett’s Blog?

Galera! Apoie toda forma digna de informação e arte! Busque! Encontre!

Hoje temos acesso ao que quiser, basta um click.

Compartilhe ideias como este Blog, vale a pena, é um suspiro de ar nesse mar que navegamos!

Seja sempre um incentivador, o mundo tem críticos demais!

 

Grande abraço 

David Ballot.

Talvez? Não Sei! | David Ballot

Anúncios