Me Adota? | #Mareu

Oi pessoas, tudo bem?

No final de abril, a MTV lançou a terceira temporada da série Adotada, onde Maria Eugênia é adotada por 13 famílias, uma por semana e tenta, do seu  jeitinho, consertar tudo que está de errado.

Alguns episódios já estão disponíveis junto aos demais das outras temporadas. Confesso que me decepcionei um pouquinho com a escolha das famílias dessa vez pois acho que as outras tiveram mais agito e algo para ensinar, mas mesmo assim a Mareu está demais com seus looks extravagantes e malas gigantescas!

Imagina o quanto eu gritei quando meu comentário passou no intervalo do programa, desculpe vizinhos.

Segue ai uma lista de dez coisas que aprendi com essa linda

  1. Seja invisível. A Mareu vive pelo centro de SP, mas nunca esbarro com ela
  2. Be happy! Saia, dance, divirta-se e incorpore o movimento
  3. Não seja obrigada a aguentar nada de ninguém
  4. Mesmo que a situação esteja ruim, podemos resolver
  5. Não há preconceito que não possa ser combatido
  6. Maquiagem nunca é demais, mas simpatia tem muito mais cobertura
  7. Se estiver com preguiça de se trocar, saia de pijama
  8. Conte com seus amigos nas horas boas e ruins
  9. Toda comemoração é uma festa
  10. Ame todos que passarem pela sua vida, você os ensinou algo e eles também

 

DD Crash | Mistura de Movimentos

Oi pessoas, tudo bem?

A mistura de estilos musicais é sempre interessante e o pessoal da DD Crash vai nos contar como isso aconteceu.

 

Nome do integrante entrevistado:Hey Chapa ( Dj ) Cyro Barros ( baterista )

A música pode mesmo mudar o mundo?

HC- A música já muda o mundo a muito tempo, não é a toa que ela passa de geração a geração e com diversas mudanças.
CB- Acho que a música existe pra mudar o mundo.

No início, qual era o intuito da banda? E agora?

HC- Nosso intuito na verdade sempre foi o mesmo, divertir as pessoas, com o tempo vira profissão.
CB- O projeto começou com a vontade de fazer algo diferente. Hoje a DD Crash é além de uma válvula de escape, uma profissão.

Qual o diferencial do som de vocês?

HC – Acredito por ter a liberdade de misturar ritmos e vertentes diferentes no mesmo ambiente.
CB –  Fazemos versões de músicas já existentes soarem de um jeito que você nunca ouviu.

Cover e autoral tem a mesma força no cenário underground?

HC – As vezes não tem o mesmo impacto. Tudo e válido !!
CB – Não, cada uma tem sua importância e relevância.

Em relação a música, você já teve algum sonho realizado?

HC- Cada show e uma realização e uma conquista diferente.
CB- Sim, afetar a vida das pessoas positivamente.

Por que a ideia de misturar os gêneros da música?

HC- A música ela e um todo, não temos um rótulo.
CB – Porque música é energia. Independente do gênero cada uma tem a sua e isso as pessoas conseguem sentir e se relacionar.

Tem algum recado para os leitores do Agatacett’s Blog?

CB- Conheçam mais a DDCRASH e venham curtir nosso show, não vai se arrepender.
HC- Tá dado o recado !! VLW !

 

Foco na energia | Preto e Magia

Oi pessoas, tudo bem?

Quando vemos pessoas vestidas de preto, ou então aquele abusa da cor no look, já pensamos ”nossa, lá vem a bruxa”, mas será que tem mesmo algo a ver com a magia?

Todo mundo fala que aquela peça ”pretinho básico” é INDISPENSÁVEL para se ter dentro do nosso armário. Além de combinar com tudo e com qualquer ocasião, a cor preta absorve e remove tudo que é negativo ao nosso redor e por isso ela usada para reverter toda essa energia, libertar, romper bloqueios e fazer com que aquela fase parada da nossa vida comece a caminhar.

Além de tudo isso, a cor representa proteção, mistério e a habilidade de se tornar invisível, pelo simples fato de passarmos quase que despercebidos quando estamos vestindo essa cor.

Agora que você conheceu um pouquinho dessa cor e a magia que ela possui no seu corpo, já pode ver essas lindas fotos que vão ser ótimas inspirações para seus próximos encontros.

O preto é um detalhe | Unhas da Semana

Oi pessoas, tudo bem?

Não precisamos exagerar muito quando o assunto é unha e Nail Art. Nada que um pouco de esmalte preto não possa resolver.

Nessa Nail Art, o esmalte branco (Impala) é fosco, assim como o preto, dessa maneira, o destaque do brilho ficou todo para as bordas prateadas usadas como o estilo ”francesinha”. Amei esse efeito, pois deixou as unhas mais chiques e como o próprio esmalte prata já tem o brilho, não dá nenhum trabalho de tirar.

 

Tanto o branco normal quanto o fosco, recomendo passar de três a quatro camadas, pois essa cor mancha muito fácil, então passou, espere secar bem!

 

 

Já nessa opção mais ”Halloween”, a cor preta em um das unhas substituiu o uso do glitter como francesa nas demais. Você pode usar esse efeito em uma esmalte mais escuro ou trocar o preto por uma outra cor que combine mais com o seu esmalte.

Este laranja era fosco, mas preferi aplicar uma camada de base para dar destaque. O esmalte Renda também é uma boa opção, porém, ele deixa a cor do esmalte um pouco mais apagada.

Atrioul | Música

Oi pessoas, tudo bem?

A banda Atrioul entrou e contato comigo para me contar um pouco mais sobre eles. Conversei com Giovanni (Guitarrista) e John (Vocalista) que falaram sobre mídia, música e muito mais.

Como você acha que a mídia age com novas bandas?

Giovanni: A mídia da grande massa não interfere e nem interage com as bandas novas. Na cena underground as bandas ralam, trocam contatos, buscam estar divulgando e indo atrás de parcerias nas quais consigam ótimos shows de início pra quem sabe alavancar no mundo profissional da música.
John: E mesmo assim a gente percebe que hoje em dia tudo é questão de apadrinhamentos e o famoso “QI” (Que Indica), ou você conhece fulano daqui, ou já teve contato de lá, ou tem uma grana suficiente e absurda pra poder explodir no mercado, e a gente acaba vendo muitas bandas ruins ganhando a mídia e o público por conta dessas e outras.

Ser músico é sua profissão oficial?

John: Não. Acreditamos que todo músico sonha em um dia poder viver só de música, mas por enquanto fora da música, todos nós trabalhamos em outras áreas profissionais.

Fora do Rock N’ Roll, o que você gosta de ouvir?

Giovanni: Eu ouço também muito Reggae, ska, jazz, rap, e black.
John: Eu curto bastante coisa diversificada, desde música eletrônica, reggae, rap/black, até flashback, MPB e por aí vai.

Você pode dizer que a banda já ultrapassou as expectativas iniciais?

Giovanni: Sim, a banda sofreu mudanças importantíssimas desde sua formação inicial, reciclando conhecimentos, aprendendo mais a cada gravação. Já recebemos diversos convites para tocarmos no Brasil afora, e estamos nos preparando para dar início a isso, a partir dos próximos meses.
John: Não estou desde o começo da banda. mas pelo que já acompanhei e vi da história da banda, houveram sim grandes mudanças, e a mais recente que posso citar é o fato de termos gravado nosso último single intitulado de “Ferro & Fuligem” no qual a galera curtiu demais, e houve uma boa divulgação de nossos amigos na internet, tivemos por um lado uma grande satisfação nesse som, pois foi muito mais do que esperávamos.

Qual seu maior sonho no mundo da música?

Giovanni: Gravar nosso CD e distribuir, assinar com a “Deck Disc” e fazer uma turnê pelo Brasil e na América do sul.
John: Ser reconhecido nacionalmente e porque não mundialmente também, acho que isso é um sonho master, de ter a banda e nossas músicas conhecidas pelo Brasil e pelo mundo, com CD’s gravados por grandes produtores e gravadoras.

Tem algum recado para os leitores do Agatacett’s Blog?

Giovanni: Queria agradecer a oportunidade de estar divulgando nosso trabalho e pedir para que Ouçam nosso som, ajudem a divulgá-lo. Façam parte da Família Atrioul.
John: Gostaria de agradecer pela entrevista, e poder dizer que aproveitem tudo o que vida nos proporciona, eu como amo música, tento estar sempre ligado nesse mundo, e tirando o máximo de proveito desse talento que tenho em mãos, então que possam desfrutar de seus talentos e dons na vida. Escutem nosso som e espero que gostem. Obrigado.

Músicas do momento | Para viajar

Oi pessoas, tudo bem?

Sabe aquela playlist que te anima, deixa você super relaxado e ainda por cima você decora super rápido? Então, essa mesmo!

Aperta o play, pegue um bom livro ou escute enquanto trabalha e vai ver como o seu dia vai parecer mais ”amorzinho”.

Confesso que tinha um certo preconceito com a Clarice Falcão, por exemplo, mas ela até que me entende bem, sabia? Além disso, é muito divertida e me faz rir muito.

 

 

 

 

Public Death | Punk Rock

Oi pessoas, tudo bem?

O estilo do blog está bem variado ultimamente, não é? E para agradar a todos, conversei com o Charllito da banda de Punk Rock, Public Death.

Qual o custo médio de um investimento em uma banda?

Varia, depende do som que você quer. Uma banda de punk não precisa de muito investimento, mas geralmente banda cover ultrapassa os $$$$$.

Música tem a ver com o famoso “dom”, ou todos podem aprender?

Todos podem aprender, mas só quem se dedica de verdade, faz o som mesmo.

Qual o destaque da banda?

Gostamos muito de tocar com alegria, então muitos de nossos cover São de músicas felizes.

Qual a melhor música que você já tocou ou escreveu?

A música que a banda mais se destaca é 1406.

“A música é a janela da alma”. O que um projeto musical pode mudar no mundo?

A música transforma qualquer pessoa que queria a transformação. Mas todos que vão atrás sempre melhoram como pessoas.

Tem algum recado para os leitores do Agatacett’s Blog?
Mando um abraço a todos que acompanham o blog e curtam a nossa pagina para maiores informações, quem quiser agendar um show é só entrar em contato pelo face, valeu !