Arquivo mensal: outubro 2015

Nota

Oi pessoas, tudo bem?

Está a fim de fazer uma festa, uma reunião com os amigos ou simplesmente um encontro comum, porém está sem ideias, pouco capital ou coisa assim? Aproveite a festa e comemore o Halloween com estilo e criatividade perto dos seus melhores amigos. O mal das pessoas é achar que uma festa é um lugar grande com um monte de comida e um DJ, mas não é bem assim e as dicas que vou te dar hoje serão muito úteis para qualquer ocasião.

ESPAÇO

Quem disse que precisa de espaço ou investir em um? O melhor espaço é uma sala de estar e até mesmo uma varanda, são lugares confortáveis e aconchegantes.

COMIDAS E BEBIDAS

Petiscos são as melhores opções caso você não esteja disposto a preparar um banquete para o jantar. Faça algo como batatas, mini hambúrguer ou cachorro quente, docinhos de copo, uma torta em porção individual e até aquela pipoca de cinema.

Para a bebida, faça sucos bem coloridos, refrigerantes também ajudam e, se for apostar em bebidas alcoólicas, tome cuidado, pois na sua casa a responsabilidade é sua.

MÚSICA

O som da TV é o mais convidativo então se você possui uma Smart TV ou Chrome Cast monte uma playlist com músicas dançantes, com vários estilos desde um pouco de Rock até eletrônica. Você pode também usar um cabo HDMI e o seu notebook para isso.

DECORAÇÃO  

Esse passo é opcional, mas caso você tenha um pouquinho de tempo é legal fazer. Você pode fazer morcegos de papel como já mostrei aqui no blog, saquinhos com doces escrito ”Doces ou Travessuras” e coisas assim, decorar com taças temáticas, faixas e muita cor é uma boa dica.

E A BAGUNÇA?

A única dica que eu posso dar é: compre tudo descartável!

Espero que essas dicas te inspire a fazer a festa na sua casa e com seus melhores amigos!

Um feliz Halloween para todos vocês, aproveitem as comemorações e até o próximo especial assustador de Outubro!

Faça a sua festa | Halloween

Anúncios
Nota

Oi pessoas, tudo bem?

Quase um ano depois da minha ida ao Zombie Walk voltei para falar quais foram as minhas primeiras impressões sobre o ”evento” que acontecesse aqui no centro de São Paulo.

”Eventos no centro de São Paulo são muito perigosos!”

Andar em qualquer lugar é perigoso se levarmos em consideração que você pode ser morto, assaltado, atropelado…pode acontece de, em ocasiões como Virada Cultural, isso possa se agravar, mas cuidado deve ser tomado todos os dias.

”Eu tenho medo de palhaços”

Bom…lá tem muitos e até vi uma garota se debatendo desesperadamente no colo de um amigo quando um palhaço começou a provocá-la ao perceber que ela tinha um medo insano. Criaturas como Jason, Freddie, Enfermeiras assassinas também são bem comuns.

”Não gosto de me fantasiar”

Sem problemas! Vá para tirar fotos, conhecer personagens, acompanhar seus amigos e fazer um passeio diferente. Imagine um Castelo do Terror a céu aberto e de graça.

 ”Não gosto de caminhadas longas”

Simples, faça como eu e visite apenas a concentração que é onde todos se encontram para começar a andar, é bem legal e é um tempinho para tirar muitas fotos e assustar algumas pessoas na rua (que é a melhor parte).

Até onde vamos?

A concentração acontece na Praça do Patriarca (próxima à Rua Direita), passa pelo Viaduto do Chá, Rua Barão de Itapetininga, Rua Dom José de Barros, Viaduto Santa Ifigênia, Rua Líbero Badaró, Avenida São João e volta ao Vale do Anhangabaú, onde ocorre a dispersão.

Quando acontece?

O Zombie Walk acontece dia dois de Novembro (Dia dos Finados) de cada ano em São Paulo. Para mais informações, acesse http://zombiewalksp.com/

Zombie Walk | Impressões

Nota

Oi pessoas, tudo bem?

É claro que vou ao Zombie Walk 2015 e dessa vez quero algo mais bem pensado, já que no ano passado foi uma verdadeira correria fazer tudo em cima da hora, mas vamos ver se dessa vez tudo vai dar bem certinho.

O Zombie Walk não é um evento, mas sim uma espécie de encontro de pessoas que tem um gosto em comum ou pretendem fazer um programa estranhamente divertido uma vez por ano, mas se você quiser saber mais fique atento aqui no blog pois terá um post somente sobre isso.

Pensei em mil e uma fantasias diferentes que eu mesma poderia criar, afinal de contas comprar algo pronto não tem graça. Pensei em piratas, onças, vampiros, lendas, até que finalmente me decidi (e pretendo não mudar de ideia de novo) e vou criar um gatinho diferente.

Eu já tenho as orelhinhas de gato na cor preta – que você pode facilmente encontrar em lojas de fantasia por até R$15 no kit básico- que vieram com a cauda e um lacinho, mas este eu não vou usar.

O segredo é usar coisas simples, uma saia, um salto, uma blusa, mas abusar nos acessórios e na maquiagem lembrando que não precisa ser um mago da maquiagem artística, até porque quanto mais estragado melhor quando o nome da caminhada é ”Zombie” Walk, não é mesmo?

Se você possui todo o material, quer investir nisso ou algo assim, vou deixar dois vídeos aqui de uma maquiagem artística, mas caso prefira, faça algo mais simples com  um cabelo bem bagunçado, umas garras e já está ótimo.

Minha inspiração | Fantasia para o Halloween

Nota

Mousse de soja e morango

Esse receita serve duas pessoas e demora apenas 10 minutos para ser preparada, além de 10 minutos para refrigeração.

Ingredientes:

  • 100 gramas de morango
  • 1/2 limão
  • Adoçante a gosto
  • 2 iogurtes de soja natural ou de baunilha com adoçante

Modo de preparo:

  1. Lave os morango e tire as folhas
  2. Misture com o suco de limão, dosando a quantidade de adoçante e reservando na geladeira por dez minutos
  3. Adicione o molho de morango, um pouco de iogurte e uma camada de morango

 Compota de maçã

Essa receita serve quatro pessoas, demora 25 minutos para ficar pronta mais 30 minutos para o cozimento.

Ingredientes:

  • 1 laranja
  • 1 quilo de maçã
  • 1 canela em bastão
  • 1 cravo
  • 4 colheres de sopa de farelo de aveia

Modo de preparo:

  1. Descasque e corte a laranja em cruz
  2. Descasque e corte a maçã em cubos
  3. Doure os demais ingredientes e depois acrescente a maçã e a laranja
  4. Cozinhe em fogo médio com a panela coberta até as maçãs ficarem moles

Receitas Dukan fáceis para o Halloween – Sobremesas

Nota

Oi pessoas, tudo bem?

Já falamos de México e Estados Unidos em especiais de Halloween, mas nunca falamos sobre o Brasil, não é mesmo? Então vamos começar!

PS: Como não sou uma especialista em personagens do folclore nacional pedi uma ajudinha para a nossa queria Wikipédia, se você quiser completar com mais alguma informação, não deixe de comentar.

Boitatá

Uma lenda indígena que descreve uma cobra de fogo de olhos enormes ou flamejantes. Para os índios ele é “Mbaê-Tata”, ou Coisa de Fogo, e mora no fundo dos rios. A narrativa varia muito de região para região. Único sobrevivente de um grande dilúvio que cobriu a terra, o Boitatá escapou entrando num buraco e lá ficando, no escuro, motivo pelo qual seus olhos cresceram. Outros dizem que é a alma de um malvado, que vai incendiando o mato à medida que passa. Por outro lado, em certos locais ele protege a floresta dos incêndios. Algumas vezes persegue os viajantes noturnos, ou é visto como um facho cintilante de fogo correndo de um lado para outro da mata.

Capelobo

É um monstro com corpo de homem, focinho de anta ou de tamanduá e pés de girafa, que perambula durante as noites, em busca de algum alimento, lá pelas bandas do rio Xingu. Adora comer as cabeças de cães e gatos recém-nascidos, além de beber o sangue humano e de outros animais. Só pode ser morto com um tiro na região do umbigo. É uma espécie de lobisomem indígena.

Corpo-Seco

Um homem muito cruel, que surrava a própria mãe. Ao morrer, foi rejeitado por Deus e o Diabo. Não foi enterrado, porque a própria terra, enojada, vomitou seu corpo. Assim, perambula por aí, com o corpo todo podre, ainda cheio de ódio no coração, fazendo mal a todos os que cruzam o seu caminho. Há relatos desta lenda nos estados de São Paulo, Paraná, Amazonas, Minas Gerais e na região Centro-Oeste.

Boto cor-de-rosa

Ele é representado por um homem jovem, bonito e charmoso que encanta mulheres em bailes e festas. Após a conquista, leva as jovens para a beira de um rio e as engravida. Antes de a madrugada chegar, ele mergulha nas águas do rio para transformar-se em um boto. Esta lenda pode ser uma versão sobrevivente do Ipupiara original, que depois se transformou na Iara.

Cuca

Diz a lenda que era uma velha feia com forma de jacaré, que rouba as crianças desobedientes. A figura da Cuca tem afinidades funcionais com a do Bicho-papão e do Velho-do-saco, seres medonhos a quem alguns pais ameaçam entregar as crianças rebeldes.

Curupira

Também conhecido como Caipora, Caiçara, Caapora, Anhanga ou Pai-do-mato, protetor das matas e dos animais silvestres. Representado por um garoto de cabelos vermelhos e com os pés virados para trás, que fazem se perder aqueles que o perseguem pelos rastros. Monta um porco do mato e castiga todos que desrespeitam a natureza. Quando alguém desaparece nas matas, muitos habitantes do interior acreditam que é obra do curupira. Os índios, para agradá-lo, deixavam oferendas nas clareiras, como penas, esteiras e cobertores. Também se dizia que uma pessoa deveria levar um rolo de fumo se fosse entrar na mata, para lhe oferecer caso o encontrasse. Sua presença é relatada desde os primeiros tempos da colonização.

Lobisomem

Lenda que aparece em várias regiões do mundo, falando da desgraça de um homem que tem sua natureza humana fundida com a de um lobo periodicamente, sob influência da Lua cheia. Nesta condição ele é uma criatura feroz que ataca pessoas. Ele pode ser o resultado de um pacto de alguém com as forças do mal, ou nasceu na condição de sétimo filho homem de seus pais.

Iara

Relatada no Brasil desde o século XVI, a lenda da Iara é parte da mitologia universal, sendo uma variante da figura da sereia. No século XVIII ocorreu a mudança, e o Ipupiara (figura de um homem) se tornou a sedutora sereia Uiara ou Iara, que enfeitiça os pescadores com sua beleza e canto e os leva para o fundo das águas. Por vezes ela assume a forma humana completa e sai em busca de suas vítimas.

Mula sem cabeça

Lenda hispânico-portuguesa, cuja versão mais corrente é a de uma mulher, virgem ou não, que dormiu com um padre, pelo que sofre a maldição de se transformar nesse monstro em cada passagem de quinta para sexta-feira, numa encruzilhada. Outra versão fala que se nascesse uma criança desse amor proibido, e fosse menina, viraria uma mula sem cabeça; se menino, seria um lobisomem. A Mula percorre sete povoados naquela noite de transformação, e se encontrar alguém chupa seus olhos, unhas e dedos. Apesar do nome, a Mula sem cabeça, acordo com quem já a “viu”, aparece como um animal completo, que lança fogo pelas narinas e boca, onde tem freios de ferro. Às vezes, vista de longe, parece chorar um choro humano e pungente. Se alguém lhe tirar os freios o encanto se quebra; também basta que se lhe inflija qualquer ferimento, desde que verta pelo menos uma gota sangue.

Negrinho do Pastoreio

Lenda afro-cristã de um menino escravo que é espancado pelo dono e largado nu, sangrando, em um formigueiro, por ter perdido um cavalo baio. No dia seguinte, quando foi ver o estado de sua vítima, o estancieiro tomou um susto. O menino estava lá, mas de pé, com a pele lisa, sem nenhuma marca das chicotadas, nem fora comido pelas formigas. Ao lado dele, Nossa Senhora, e mais adiante o baio e os outros cavalos. O estancieiro se jogou no chão pedindo perdão, mas o negrinho nada respondeu. Apenas beijou a mão da Santa, montou no baio e partiu com a tropilha. Depois disso, tropeiros, mascates e carreteiros da região, todos davam notícia de ter visto passar uma tropilha de tordilhos, tocada por um negrinho montado em um cavalo baio. Então, muitos passaram a acender velas e rezar um Pai Nosso pela alma do supliciado. Daí por diante, quando qualquer cristão perdia uma coisa, o que fosse, pedia-la ao Negrinho, que a campeava e achava, mas só entregava a quem acendesse uma vela, que ele levava para o altar de sua madrinha, a Virgem que o livrara do cativeiro.

Saci Pererê

O Saci Pererê é um menino negro de uma perna só, e, conforme a região, é um ser maligno, benfazejo ou simplesmente brincalhão. Está sempre com seu cachimbo, e com um gorro vermelho que lhe dá poderes mágicos. Vive aprontando travessuras e se diverte muito com isso. Adora espantar cavalos, queimar comida e acordar pessoas com gargalhadas. A lenda também diz que o Saci se manifesta como um redemoinho de vento e folhas secas, e pode ser capturado se lançarmos uma peneira ou um rosário sobre o redemoinho. Se alguém tomar-lhe a carapuça, tem um desejo atendido. Se alguém for perseguido por ele, deve jogar cordões enozados em seu caminho, pois ele vai parar para desatar os nós, permitindo que a pessoa fuja.

Vitória Régia

Lenda de origem tupi-guarani, contando que, no começo do mundo, toda vez que a Lua se escondia no horizonte ia folgar com suas virgens prediletas. Se a Lua gostava de uma jovem, a transformava em estrela. Naiá, filha de um chefe e princesa da tribo, ficou impressionada com a história. Quando todos dormiam e a Lua andava pelo céu, Naiá subia as colinas e perseguia a Lua na esperança que esta a visse e a transformasse em estrela. Fez isso por longo tempo, e chorava porque a Lua não a notava. Certa noite, em prantos à beira de um lago, Naiá viu refletida nas águas a imagem da Lua. Pensado que ela enfim viera buscá-la, Naiá atirou-se nas águas, e nunca mais foi vista. Compadecida, a Lua resolveu transformá-la em uma estrela diferente, a “Estrela das Águas”, a planta vitória régia, cujas flores brancas e perfumadas só abrem à noite, e ao nascer do sol ficam rosadas.

E o Brasil? Folclore!

Nota

Reza a lenda que quando nós temos um pesadelo no meio da noite o certo a se fazer é “virá-lo” e por isso ouvimos “vire o travesseiro”, mas e quando o travesseiro não está a fim de te ajudar?
Certa noite uma garota decidiu dormir um pouco mais cedo, pois havia estudado muito, caindo no sono assim que se deitou. Em seu sonho, ou melhor, em seu pesadelo ela via uma estrada longa a qual tinha que caminhar para chegar em um lugar que nem ela mesmo sabia onde seria, o problema era que quanto mais ela andava, mais escuro o caminho ficava até que uma floresta densa começou a se formar a sua volta.
Cansada e com fome, a garota avistou uma espécie de caverna estranha que parecia ser iluminada por uma luz vermelha muito forte e possuía imagens mais estranhas ainda desenhadas em suas paredes. Como não tinha muitas opções, entrou na caverna e percebeu que seus pés pisavam em algo meio gelatinoso, algo que invadira seus sapatos e que a fez olhar para o chão…era sangue, muito sangue que cobria todo chão daquele lugar.
Pensou em voltar para a estrada, mas quando se virou deu de cara com uma figura assustadora, uma mulher com seu rosto deformado, mesmo tendo um corpo perfeito que lhe perguntou com dificuldade para onde a garota pretendia ir. Manteve a calma e tentou se explicar, mesmo nem se dando contar de que a sua volta tinha pilhas e mais pilhas de caixas de madeira usadas como caixão para guardar o resto dos corpos que já foram devorados. Até que ouviu outra daquela criatura dizer “você chegou ao destino,o mestre está esperando, preparado para começar”.
Ela sabia que era tudo um pesadelo bobo e se esforçou para acordar e assim que o fez, virou o travesseiro, voltou a dormir, mas o sonho continuou rodando em sua mente como um filme sem fim. Depois de três semanas, por causa do cheiro insuportável de carne humana apodrecida, encontraram o corpo da jovem garota em uma caixa de madeira do porão, o que sobrou de seu corpos com sua roupas rasgadas, cabelos arrancados e pernas somente com os ossos…dessa vez o pesadelo foi mais real do que imaginou e virar o travesseiro não ajudou em nada.

Contos Para Dormir – Vire o Travesseiro

Nota

Oi pessoas, tudo bem? Que tal inovar no Halloween, homenagear o ícone do ano e ainda se juntar ao lado negro da força?

  Procurei várias dicas de fantasias para vocês, como faço todos os anos, mas tudo parecia muito comum até que uma luz (de led) me lembrando que o foco da Terra este ano é o lançamento do filme Star Wars VII e se você não sabe disso, foi sequestrado por um E.T.

O blog já está cheio de especiais sobre isso e mais um não mata ninguém, não é mesmo? Esse tipo de fantasia, algo temático, é muito criativo e diferente, tenho certeza que todos vão adorar então se prepare para tirar muitas fotos com o pessoal.

A dica para a fantasia perfeita – quando já comprada pronta – é ela ser do seu tamanho, não melhor e nem maior, como várias pessoas fazem. Saber o jeito que o seu personagem anda, se comporta e decorar alguns gestos característicos também ajudam na hora de convencer o público ao redor e essas dicas são válidas para quaisquer fantasia que você escolher.

O preço que se pode investir em uma fantasia varia de acordo com a sua intenção em relação a ela. Se você for um cosplayer todo investimento é válido, afinal, quando mais real melhor, mas se você quiser somente uma fantasia para um ou dois eventos, vale a pena pesquisar um preço mais em conta.

Fantasia Especiais | Star Wars

Nota

Oi pessoas, tudo bem?

Convidado de casa, mas sempre muito especial Caio Gaona volta com uma entrevista dinâmica falando do seu projeto e de Star Wars!

 Você participou de um especial surpresa do Star Wars no Agatacett´s Blog, o que acha da repercussão do filme? Acha que isso pode influenciar no seu trabalho?

Com certeza, esse ano é o ano de Star Wars e e eu como amo essa saga faço com coração algo de fã para fã.

 Qual vídeo você mais gostou de fazer e qual teve maior retorno?

 O que eu mais gostei de fazer ainda esta por vir hehehehe , mas o que teve mais retorno com certeza foi o do Star Wars que saiu em vários sites gringos.

Seu projeto é inovador. O mundo precisa de mais coisas impactantes assim? Pode citar exemplos?

Eu não achou meu projeto inovador, apenas que é algo que fiz com amor de fã para fã sem a intenção de fama ou dinheiro mas que acabou rolando bem legal e rola ate agora. Tem vários projetos bem legais nessa pegada : tem o VA Animes do Kai Urusai , tem o Cowabunga Brothers , que é um projeto que eu toco que tocamos aberturas de desenhos animados antigos e muito mais.

Você se considera uma figura pública ou ainda imagina que é uma questão de habilidade e que há muito a se conquistar?

Eu não sei muito bem se sou ou não, fico bem impressionado com o feedback que meu projeto está tendo e que cada vez mais pessoas me conhecem, mas eu não me considero uma pessoa publica, apenas uma pessoa que trabalha e tem um retorno por isso.

Quais seus planos para o fim do ano?

 Para o fim do ano eu tenho um show muito importante no dia 11/10 que é o Jedicon e é a estreia do projeto Soundtrack Experience no qual vamos tocar trilhas de star wars e muitos outros filmes com telão e uma super produção . Também vou lançar mais alguns vídeos, alguns em parceria com o Julio Alves um guitarrista muito talentoso de Sorocaba que tem um projeto no mesmo estilo do meu e também alguma coisa no sul que ainda não posso falar.

Algum recado para os leitores?

Continuem fazendo as coisas com o coração porque quando é feito com amor, tudo acontece. Sucesso é muito mais que dinheiro no bolso e fama, sucesso é você estar em paz consigo mesmo e fazer algo sincero.

Entrem em contato na minha página ou no perfil pessoal, porque eu sempre faço sorteios e promoções e gosto de conhecer quem curte meu trabalho .

Caio Gaona – O Ano do Star Wars