Arquivo mensal: janeiro 2015

Nota

Oi pessoas, tudo bem?

Interessada por assuntos estranhos, pesquisei um pouco sobre as ”bruxas do bem” da religião Wicca e resumi um pequeno trecho do que vi em 10 tópicos, mas lembre-se que isso é um resumo e que se você tiver interesse nessa prática ou e mais detalhes, pesquise e converse com um especialista, lembrando também que não pertenço a essa religião, é apenas uma curiosidade que não tem como foco insinuar e muito menos desrespeitar outras.

  • Para a bruxaria, é proibido fazer o mal, pois o mesmo voltará três vezes, sendo elas mental, psicológica e física
  • A Grande Mãe cria tudo
  • No chapéu de bruxa há um espiral de cobre que capta energias cósmicas
  • A vassoura é um símbolo masculino para varredura astral
  • Arroz pongal é utilizado para pedir coisas boas
  • A vela rosa representa a mãe, assim como a vela verde, o pai
  • O sal grosso, colocado nos cantos das casas, servem para dispersar energias negativas do lugar
  • É possível pressentir coisas boas e ruins
  • A espada na porta representa benção
  • O incenso na noite de lua cheia serve para limpeza, purificação

 

Bruxas do bem

Nota

Wisconsin, 15 de Março

Qual a dificuldade que as pessoas tem em conversar? Eu também tenho sentimentos e gostaria que as pessoas se importassem mais umas com as outras e não fossem tão egoístas como são hoje! Calma, Alice, calma, tudo tem solução.

Estou a uma longa semana tentando conversar com alguém, mas eu não consigo, pois as pessoas nem ao menos tentam ouvir algo que preocupa outro ou que não lhe convém, mas por que será? Talvez seja porque estamos  sem tempo, ocupados demais com coisas que precisamos fazer, como trabalhar, estudar e se preocupar com vestibulares mas será que não percebemos que outras pessoas também têm problemas, simples ou até que necessitam de mais atenção?

Bom…talvez seja por isso também que ao invés de conversar com alguém, eu esteja trancada no meu quadro em pleno sol do meio dia escrevendo em um diário que ninguém nunca vai ler, ou será que leem? Aposto que não, as pessoas, não se importam mesmo…

Isso serve para nos atentarmos mais aos pequenos detalhes da vida e percebemos que temos muito mais poder e deveres do que imaginamos, valorizando uns aos outros…

…ou será que não?

 

Precisamos conversar!

Nota

Oi pessoas, tudo bem?

Todas as meninas deste universo foram criadas com a intenção de serem clichês, desde o modo de se vestir, pensar e agir, pois toda menina já quis ser uma princesa pelo menos uma vez na vida.

É claro que não há nada de errado em sonhar de vez em quando, eu, por exemplo, sonho e vivo em um mundo paralelo toda vez que não estou trabalhando ou estudando, mas imagina como o mundo seria horrível se todas as garotas pensassem iguais, mais do que já pensam.

As vezes eu converso com garotas que sonham em fazer compras em Paris, fazer intercâmbio em Nova Iorque durante um período de mais ou menos seis meses, onde haveria um garoto, um príncipe encantado dos olhos claros e cabelos longos esperando ansiosamente a sua chegada com presentes caros, chocolates e um buquê de rosas na mão, ou então que desejam ser líderes de torcida em um colégio particular, mesmo sabendo que metade desse sonho seria meio impossível de se realizar.

Não há problema algum em pensar a lá parisiense ou viver em uma realidade americanizada, aos padrões de uma garota de Miami, mas estou querendo mostrar que as garotas não podem ser alienadas, pois, na maioria das vezes, somos nós quem ”quebramos a cara” no fim das contas e, por esses e outros motivos, devemos tirar cinco minutos do nosso dia para vivermos com os pés no chão.

Por que não pensar diferente, ter o desejo de visitar lugares que ninguém nunca havia falado, pesquisas coisas que você realmente se interessa e não aquilo que lançam na novela das seis e quem sabe até se apaixonar por um garoto normal, que realmente goste de você pelo que você pensa e não por uma alienação barata que se pode adquirir em qualquer esquina de uma avenida podre, montada por humanos banais que só querem criar mais e mais ”modelos” imperfeitos que acham que podem ser perfeitas por algo que não se pode ser ou ter? São tantas perguntas…tantas garotas…pobres garotas que ainda pensam que Paris é a capital dos sonhos e que vão encontrar o amor de suas vidas em um jantas sob a luz do luar no alto da Torre Eiffel.

 

Paris, States e Clichês

Nota

Eu me sentia sozinha na minha casa nova, era uma sensação estranha, mas eu não comentava com ninguém, então decidir ir até o centro de adoção de animais para visitar e , talvez, trazer uma companhia.

Chegando lá encontrei uma mulher, a coordenadora daquela feira de doação que, ao perceber que eu era nova na situação e me puxou pelo braço, me levando até um gatinho preto de olhos amarelos e disse ”é seu, leve-o! Sem taxa, nem burocracia, leve-o para te fazer companhia”. Sem entender direito, mas aproveitando a deixa de ter um gatinho tão lindo sem custo algum, levei o bichano para minha casa e logo o acomodei.

Ele me rodeava sem parar, não dormia e me encarava tão precisamente que seus olhos mudavam de cor e ele tinha um miado estranho, ignorei e fui dormir, trancando a porta do meu quarto e todas as janelas também, mas não adiantou, ele entrou no meio da noite, pulou sobre a minha cama com aquelas garras afiadas em meu rosto, rasgando-me como um tecido velho, perfurando-me com voracidade, sem me dar tempo de me defender ou me afastar.

Fui encontrada morta no dia seguinte e o maldito gato não estava lá, constatando que fui atacada por um assaltante no meio da noite, mesmo que nada em minha casa tenha sido tirado do lugar. Hoje eu vago por aqui, me sentindo sozinha como sempre, como dentro daquela casa…

 

Contos Para Dormir VII – O Gato Preto

Nota

Oi pessoas, tudo bem?

Com um título desses acho que já não está mais, mas não se preocupe, nesse post você só verá um calendário diferente, focado nas coisas macabras, feriados tenebrosos e um pouco de lendas locais, então continue lendo para saber quais são os dias de morte do ano de 2015.

 

Neste ano haverá…

* 3 ”Sextas-feiras 13”, uma em Fevereiro, a segunda em Março e a última em Novembro

* 7 meses que, no calendário, terminam no dia 31

* 13 noites de lua cheia

* Uma noite de lua cheia em uma noite de um dia 31, sendo essa em Julho

* Um sábado de Halloween

* Uma segunda de finados

* Dias de número quatro que cairão na seguinte sequência: domingo, quarta, quarta, sábado, segunda, quinta, sábado, terça, sexta, domingo, quarta e sexta

 

E então, do que você tem mais receio? Dos feriados de Halloween, finados ou do número 4 que, na tradição oriental, representa a morte?

 

Dias de Morte

Nota

Oi pessoas tudo bem?

Como o mundo não é feito só de Rock N´Roll -infelizmente- todo roqueiro já cantou ou até dançou ou até curte uma música que não pertencia ao seu estilo, mas para não pegar muito pesado, vou citar somente as música do universo Pop que eu tenho certeza que você já ficou pelo menos com uma dessas músicas na sua cabeça.

 

Admita

Nota

Oi pessoas, tudo bem?

Em fevereiro acontecerá a segunda edição do Lest And Roll Festival, evento parceiro aqui do blog e é claro que nós do Agatacett´s Blog vamos passar todas as informações para vocês. Saiba mais abaixo.

Antes de mais nada, se você quiser saber mais informações sobre o festival, pode conferir a entrevista que está disponível aqui no blog, clicando aqui.

 

 

Onde vai acontecer o evento?

O Lest And Roll Festival acontecerá no CEU São Mateus, na Rua Curumatim, 201.

Quando vai ser?

O evento acontecerá no dia 22 de Fevereiro de 2015.

 Quanto custará a entrada?

A entrada o evento é gratuita!

Quais bandas participarão?

Serão quatro bandas participantes, sendo elas a Savage Bone, Sei Lá, Monosolo e República Urbana, você pode clicar no nome das bandas para ter acesso diretos as pages do facebook e assim conhecer o som do cenário underground aqui de São Paulo, é uma ótima oportunidade.

 

 

Lest And Roll Festival II

Nota

Oi pessoas, tudo bem?

Para atender o desejo dos leitores que amam os contos aqui do blog, a nova série contada em 3 partes mostra páginas do diário de Alice Anne, uma garota isolada do pensamento em massa, que muda e organiza tudo que está em torno de si e não concorda com a maioria das coisas que lhe contam. Alice, uma adolescente que ainda está descobrindo os valores de sua vida, nem desconfia que suas ideias vão ser contadas para pais de 42.000 pessoas, em todo o mundo, mas ela nem precisa saber, pois o que importa é fazer os leitores felizes.

No dia 29 de janeiro, no conto ”Precisamos conversar!”, Alice fala um pouco de como é ser ignorada em uma sociedade que se ”auto-ignora”, em meio de pessoas que ignoram novos ideais, será que você se encaixa nisso? Já no segundo conto, que será postado no dia 4 de fevereiro, a garota fala sobre ”O que há de errado?” na frente do espelho e, por último, mas não menos importante, Alice Anne conta um pouco sobre o rumo que decide tomar na última parte de seu diário, intitulado como ”Futuro…o que fazer?”.

Acompanhe essa adolescente que pensa como você e compartilhe com seus amigos.

 

O Diário de Alice Anne