Nota

Agatacett´s Blog: Como a banda começou?

Kiltons: A Kiltons começou de uma forma bem peculiar. Eu tinha outra banda e na época estávamos testando bateristas. E o primeiro baterista da gente, o Thomas, tinha ido em um teste. Tocou, mas na realidade só tinha rolado uma química musical entre eu e ele, pelos estilos criativos. Então, ele não quis entrar nessa banda e me chamou para montar outra, a Kiltons. Ele conhecia o Leo e o Fábio, que são irmãos (outro guitarrista e baixista da banda).

O Thomas foi embora para Brasília e hoje o Baterista o Gustavo Jubran, acabou de assumir as baquetas. Ele tocou comigo em outra banda e já tinha tocando com a gente antes, mas em si, a banda surgiu de experiência musicais de todos os membros que culminaram no encontro de nós quatro que temos uma visão de música e mercado da música parecida.
ACB: Algum fã já fez algo fofo ou louco para um de vocês?
Kiltons: Nada muito extremo, já tivemos conta de bar paga, já teve perfil falso criado de gente querendo se passar pela gente, mas não chegou nada a muito extremo ainda, nada fora dessas coisas.
ACB: Queria que os meus leitores pagassem minhas compras também haha.
Kiltons: Hahaha, ah, quem sabe um dia não pagam? De muita gente que vive só de blog, a gente quer viver só de música. Ainda falta um longo caminho pra isso, por enquanto banda só se banca, o que já é ótimo para nós.
ACB: Quando decidiu que a sua vida seria a música?
Kiltons: Eu sempre compus muito. Com 17 anos eu tinha umas 150 músicas. Eu decidi que queria a música como uma parte importante da minha vida e compartilhar isso com as pessoas, quando algumas gravações amadoras que eu tinha feito com o celular (isso lá em 2004) foram baixadas e elogiadas por outras pessoas. Foi quando eu vi que poderia criar composições que as pessoas gostassem.
ACB: E o que acha de um blog dar espaço para divulgação de bandas do cenário underground ?
Kiltons: Acho maravilhoso. A grande luta do underground hoje é conseguir audiência, atenção, ser visto. O público em geral hoje não tem muita vontade de experimentar. São poucas pessoas que querem ir numa casa, num bar para conhecer uma banda. Ainda mais quando as casas cobram entradas caras para isso. Então, é fundamental ganhar essa visibilidade, porque abre espaço para pessoas conhecerem você. Elas podem gostar ou não, mas ao menos estão experimentando. E assim é possível formar público, formar uma nova cena musical. Porque se as pessoas não escutarem as bandas novas, não se interessarem pelo que de novo o rock pode fornecer a cena vai morrer e só teremos as bandas velhas que um dia vão parar. E daí ficaremos com o que? Apenas bandas cover? Melhor não, né? rs
ACB: Sua banda participou do documentário do blog, o que achou?
Kiltons: Achei uma iniciativa bem legal. Inclusive acho que você deveria continuar produzindo essa material, gostei muito da abordagem. São Paulo é mesmo uma cidade especial para o Rock, é onde a cultura pulsa, é onde a música vive. Tem muito a se dizer sobre a cidade e o Rock em geral. Muito legal o trabalho e parabéns pela iniciativa!
ACB: Muito obrigada, obrigada mesmo, isso é muito importante para mim. Tem algum recado para os leitores do Agatacett´s Blog?
Kiltons: Não tenham medo de escutar a música nova e a música local. Tão importantes quanto o artista é quem consome a arte, é quem escuta a música. Porque sem o público, a arte é morta, ela não existe. Por isso, meu recado para vocês é que escutem as músicas em stream, façam downloads legais e ilegais, o importante é ouvir, experimentar e curtir. Não percam chance de descobrir primeiro que todo mundo algo que pode se tornar grande e especial!
Acesse: kiltons.com.br

Entrevista Com A Banda Kiltons

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s