Decadência 80´

A desastrosa carreira da dupla Milli Vanilli inspirou uma ópera nos Estados Unidos. A obra experimental “WOW” será apresentada no final de janeiro em Nova York, de acordo com o portal DNAinfo.

O duo alemão conquistou rápido sucesso no final dos anos 80 com músicas como “Girl You Know It’s True”, “Blame It On The Rain” e “Girl I’m Gonna Miss You”. Com ombreiras, ternos combinados, cabelo rastafari e coreografias, o sucesso rendeu até o um Grammy de artista estrante para a dupla, que era formada Fab Morvan e Rob Pilatus.

Mais tarde, depois que o playback da dupla falhou em uma apresntação televisionada pela MTV, começou-se a desconfiar das habilidades vocais do duo. Não demorou muito até que se descobrissem que Morvan e Pilatus não eram os verdadeiros intérpretes das músicas. As canções eram gravadas em estúdio por outras pessoas e cabia a dupla apenas fingir que aquelas vozes eram suas.

A ópera é um projeto do compositor Joe Diebes, do poeta Christian Hawkey e do crítico teatral David Levine. Nela, são retratados diferentes momentos da história do grupo, como o sucesso, os problemas técnicos que revelaram uma das maiores fraudes da história da música pop, até a coletiva de imprensa em que o grupo assume a farsa e é obrigado a devolver o Grammy que recebeu.

fonte: http://www.cifraclubnews.com.br/noticias/71443-fiasco-na-carreira-de-milli-vanilli-vai-virar-opera-nos-estados-unidos.html

Looks That Kill

Se move como um gato

Se você não receber o seu jogo

Você não pode fazê-lo de volta

She’s got the looks that kill

Now she’s bulletproof

Keeps her motor clean

And believe me, you

She’s a number thirteen

The clock strikes midnight

She’s lookin’ louder and louder

She’s gonna turn on our juice, boy

So she turns on the power

Alive

Son, she said, have I got a little story for you
What you thought was your daddy was nothin’ but a…
While you were sittin’ home alone at age thirteen
Your real daddy was dyin’, sorry you didn’t see him,
but I’m glad we talked…

Oh, she walks slowly, across a young man’s room
She said I’m ready…for you
I can’t remember anything to this very day
‘Cept the look, the look…
Oh, you know where, now I can’t see, I just stare…

Is something wrong, she said
Well of course there is
You’re still alive, she said
Oh, and do I deserve to be
Is that the question
And if so…if so…who answers…who answers…
I, oh, I’m still alive
Hey I, oh, I’m still alive
Hey I, but, I’m still alive
Yeah I, ooh, I’m still alive
Yeah yeah yeah yeah yeah yeah

Noite & Dia

 Nos lençóis da cama, bela manhã 
No jeito de acordar 
A pele branca, gata garota 
No peito a ronronar 
Seu fingir dormindo, lindo 

Você está me convidando 
Menina quer brincar de amar 
Você esta me convidando 
Menina quer brincar… 

No escuro do quarto, bela na noite 
Nas ondas do luar 
Seus olhos negros, pantera nua 

Vem me hipnotizar 
Eu olho sorrindo, lindo! 

Você está me convidando 
Menina quer brincar de amar 
Você esta me convidando 
Menina quer brincar… 

Você está me convidando 
Menina quer brincar de amar 
Você esta me convidando

As Mil Caras de Bowie

ARTISTA BRITÂNICO GANHA UMA EXPOSIÇÃO NO MIS, EM SÃO PAULO, E UM LIVRO DA COSAC NAIFY

Ídolo de várias gerações, David Bowie influenciou não apenas a música, mas também a moda, o cinema e o design mundial, alternando ora estética psicodélico, ora futurista, ora andrógina. As diversas facetas do camaleão do rock podem ser vistas na exposição que abre dia 31 de janeiro no Museu de Imagem e Som, em São Paulo. A mostra traz 300 itens – de manuscritos aos incríveis figurinos do artista, como o da imagem ao lado.

 

 

Fonte: trecho da matéria Bazar da revista TPM.